noticias

RS e SC chamam de “fake news” notícia sobre nova paralisação dos caminhoneiros


Diante do compartilhamento de diversas mensagens de Whatsapp sobre uma possível nova paralisação do Transporte Rodoviário de Cargas no próximo domingo, 3 de junho, o governo do estado do Rio Grande do Sul e a Fetrancesc esclarece que a informação se trata de uma Fake News.

A entidade reitera que já houve confirmação por parte do Ministério dos Transportes de que o trabalho dos grupos de segurança continuam presentes para evitar novos bloqueios. E que a Polícia Rodoviária Federal de SC assegura se tratar de uma notícia falsa.

Também orientamos para que tenham cuidado com o compartilhamento destas notícias, pois, além de disseminarem uma informação não verídica, dão credibilidade a mal-intencionados que incitam a desordem.

No RS a informação é considerada como boatos e fake news e os integrantes do governo do Estado e do Comando Militar do Sul afirmaram que não estimularão a propagação dessas falsas informações e que investigam as suas origens.

A manifestação deve-se a circulação de informações em redes sociais afirmando que deveria haver nova paralisação nos próximos dias.

Segundo o comandante do Comando Militar do Sul (CMS), general do exército Geraldo Antonio Miotto, a inteligência segue atuando para investigar a origem dessas informações. Para o governador José Ivo Satori, boatos não ajudam, ao contrário, só estimulam a desordem.

“Não vou ajudar a divulgar isso. Essa forma absurda de fazer boatos e de criar ambientes desfavoráveis não ajuda a ninguém que deseja a normalidade”, afirmou. Nesta mesma linha, o secretário estadual de Segurança Pública, Cezar Schirmer, considerou uma irresponsabilidade o compartilhamento de tais informações.

“É uma atitude leviana porque se as pessoas acreditarem nisso, vão todas ao supermercado e nos postos de combustível no final de semana. E o abastecimento ainda não está perfeitamente normalizado. Então isso vai causar mais problemas”, afirmou. Ele alertou que esses boatos não têm procedência. “É uma mentira”, assegurou.

Paralisação organizada pelas redes sociais

Nem bem terminou a paralisação nacional dos caminhoneiros, que durou dez dias, e a categoria já está sendo convocada, novamente, para mais uma mobilização. Desta vez o porta-voz do movimento é um caminhoneiro autônomo do Centro-Oeste do País, Wallace Landim, conhecido como “Chorão”.

Ele participou dos atos desde o início e, conforme frisou em vídeos divulgados nas redes sociais, outras questões entrarão em pauta desta vez, como a redução no preço da gasolina. “Trabalhador que usa gasolina, nós estamos brigando por você”, disse em um dos vídeos, divulgados na página “Chorão wallace landim”, no Facebook.

Landim está convocando todo o segmento do transporte, incluindo taxistas, motoristas de aplicativos, motoristas de vans escolares, além dos próprios caminhoneiros. “Chamo você para estar lá em Brasília, estamos firmes. Segunda-feira vamos fazer um elo bonito. Juntos seremos mais fortes”, são algumas das frases ditas por ele. Os vídeos têm mais de 80 mil visualizações e seis mil compartilhamentos.

Fonte: Fetrancesc/GovRS

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *